1 de ago de 2010

Review: veteranos e novatos em noite de Thrash


Três bandas curitibanas se apresentaram ontem (31), no Hangar Bar, trazendo muito Thrash Metal, com músicas próprias e alguns covers. A interação entre veteranos e novatos (no melhor sentido) demonstram que a cenda da cidade tem muito a ganhar. Qualidade e potencial para bons trabalhos é o que não falta. 

A primeira banda a subir ao palco foi Mercy Killing, banda capitaneada pelo soteropolitano e veterano Leo. No repertório só músicas próprias tocadas pelo power trio, com destaque para o guitarrista Felippe.

Com excelente presença de palco, apresentaram-se em seguida a primeira banda de Thrash Metal curitibano ainda na ativa. O Septic Brain (foto), formado por Marcel (Morceguinhoo - V/G), Wilian (G), Wagner (B) e Billy (D), mostrou muito do trabalho próprio e contou ainda com a participação especial do vocalista Joãozinho, do Sinner Soul, em cover de Kreator. Com apenas uma demo gravada, desde a fundação, em 1989 e com a qualidade apresentada, fica até difícil entender porque a banda não tem mais material gravado. Afinal, não é qualquer banda que abre para o Testament (2007).

Por fim, foi a vez da "piazada" do Sinner Soul trazer o seu melhor. Boa parte do público pôde conferir pela primeira vez as apresentações das músicas próprias da banda. Além disso, eles também apresentaram covers de Sepultura (Territory, Refuse/Resist), Kreator (Violent Revolution, Impossible) e Metallica (Master of the puppets, Seek and destroy). 

3 comentários:

Anônimo disse...

O Morcego nao gravou um CD ainda porque ele nao lembra de todas as letras do Septic Brain haouheouhoua... figuraça. Sou fã da banda e gosto de prestigiar sempre. Estive la e foi massa mesmo. Tambem sou fã do Mercy Killing. Hoje em dia, dificil eu sair de casa por qualquer coisa, mas eventos assim sao para serem prestigiados.

FICA 1 ABRAÇO

GUSTAFAH TERRORZONE

Guilherme Carvalho disse...

pô gustafah, e eu nem vi vc lá. fica pra próxima.

Anônimo disse...

Pois é Guilherme. Estavamos eu e o Berte lá. Poderiamos ter trocado algumas ideias sonoras lá. Mas nao faltarao oportunidades !!!

Gustafah

Postar um comentário