11 de set de 2011

Review: ao som de Blind Guardian

Surpreendentemente com a casa cheia em sábado com feriado prolongado, o Blind Guardian fez um grande show, ontem (10), no Curitiba Master Hall. Tocando um total de 14 músicas, durante uma hora e meia de apresentação, a banda encerrou a tournê pelo Brasil. O retorno à capital paranaense deve ser o resultado da boa impressão deixada em 2007, quando os alemães estiveram por aqui também.

Este deve ter sido o show internacional que iniciou mais cedo este ano. Perto das 21 horas, o Guardian já estava no palco. Não sei se é a idade, mas particularmente, prefiro shows que começam mais cedo. Quem também deve achar bom são os donos de bares e pubs, que podem contar com o mesmo público em seguida. O lado ruim do respeito ao horário divulgado foi o fato de que acabei perdendo a banda de abertura, Ancesttral, uma vez que já estamos habituados a considerar o início dos shows sempre com uma hora de atraso do que é informado oficialmente. Se a moda da pontualidade pegar, ótimo.

Do novo CD, “At the edge of time”, apenas duas músicas foram executadas: “Sacred worlds”, que abriu o setlist, e “Tanelorn”. No mais, o que se ouviu, foi um misto de músicas dos CD´s anteriores, alternando algumas músicas em relação aos shows realizados em outras cidades brasileiras. Na lista não poderiam faltar alguns clássicos como “Nightfall”, “Lord of the rings”, “Imaginations from the other side”, “Mirror mirror” e “Valhala”. Nesta última, o destaque ficou por conta do público que cantou o refrão à capela, enquanto Hansi Kürsch e companhia invertiam os papéis, apreciando o resultado do seu trabalho, ouvindo a própria música ser cantada pelos fãs. De arrepiar.

Aos gritos de “olê, olê, olê, olê, Guardian, Guardian”, os alemães pareciam se sentir em casa. Bom para quem foi no show e pode curtir ao vivo o timbre característico das guitarras de Olbrich e Siepen, que fazem o diferencial entre as bandas de power metal. No mais, é incluir na lista mais uma das grandes que tocaram este ano por aqui.

Setlist:
Sacred worlds
Mourning hall
Nightfall
Time stands still
Mordred's song
Majesty
Tanelorn
Lord of the rings
Turn the page
Valhala
Silence
Bis
Imaginations from the other side
The bard's song
Mirror mirror

Um comentário:

Anônimo disse...

muito bom o show

Postar um comentário