24 de ago de 2010

Review Cyco Night Fever: a noite do Crossover!

Por Felipe Leite

Quem foi ao Hangar Bar nesse sábado dia 18 pode conferir um ótimo evento que unia o Metal ao Hardcore como poucas vezes se vê nessa cidade: O Cyco Night Fever!

O Red Dawn Seasons começou os trabalhos na noite mostrando seu metalcore pesado com vários elementos de Death Metal e Groove! A banda curitibana formada em 2006, e que está atualmente em estúdio, mostrou um show muito competente com uma ótima performance de palco e músicas extremamente bem executadas como "Since the Day", "A Path to Follow" e "Shadows Will Rise".

A banda seguinte foi o RedTie. Após meses parados devido a um acidente com o guitarrista Rodrigo Portela, a banda retorna aos palcos. E parece que, mesmo estando em processo de recuperação, o guitarrista mostrou que não perdeu a excelente técnica e executou com maestria seus solos. Músicas como "Face to Face", "Don’t Forget" e "Sexual Killer" mostraram uma banda que ainda tem tudo pra crescer muito. "Ultraviolence" (inspirada no filme laranja mecânica, clássico de Stanley Kubrik) e "RedTie" fecharam a ótima apresentação da banda.

Depois foi a vez do sempre agressivo, pesado e bem humorado Javalis do Pântano fazer uma ótima apresentação. Com Dimas sempre com uma ótima presença e interagindo com o público, a banda mandou ótimos sons como "Coração Gelado", "Mentiram pra mim", "MMPRHC", "Cerveja" (com o público gritando juntao o refrão “Cerveja, Boceta e Confusão!!!!”) e "Bronha".

A penúltima banda da noite, o Survival Of The Streets, veio arrebentando tudo com seu HC/Crossover fortemente influenciado por Suicidal Tendencies, CRO- Mags e Bad Brains. Sons como "Don’t Belong Here", "Streets at Night" e "Only True" animaram o público que parecia não cansar. Ainda rolou na saideira um cover do Suicidal Tendencies ("War Inside My Head") com participação de Cristiano, vocalista do Bandanos.

Eram aproximadamente 4 horas da manhã quando os paulistas do Bandanos começaram sua apresentação. A banda que se apresentaria pela quarta vez na capital paranaense fez um show que, apesar de curto, foi extremamente empolgante e impecável, mostrando toda a experiência e competência adquirida nesses 8 anos de estrada. Músicas como "Stay Cyco", "Te amo, Porra" e "Indiferença" fizeram o público abrir rodas violentas.

Confesso que mesmo tendo ido com o intuito de cobrir o show foi dificil não entrar durante alguns momentos no mosh. No meio do show uma pequena confusão na plateia fez com que a banda interrompesse o show até que as pessoas se acalmassem dando continuidade a pancadaria.

Outros petardos como "Only For Good Thrashers" (dedicada a todos os headbangers e bandas presentes naquela noite), "Oscar de Melhor Ator" e "Justiça das Ruas" também não poderiam ter faltado. A presença de palco do vocalista Cristiano também é outro destaque à parte. A banda fechou o show com dois covers: "Subliminal" (Suicidal Tendencies) e "Kiss of Death" (Corrosion of Conformity).

Sem dúvida uma das melhores bandas de Crossover do país!

Nenhum comentário:

Postar um comentário