1 de abr de 2011

Review CD: Deathning - Estultície (Extreme Experience)

Para lembrar os bons tempos de uma banda da cidade, analisei o Estultície (Extreme Experience) da banda Deathning, tudo bem que essa gravação é de 2008, mas vale apena conferir e prestigiar, pois os caras estão voltando com tudo!

A formação atual é composta por:

Heverton Mesquita (vocal)
Rodrigo Portela (guitarra)
Ricardo Golemba (guitarra)
Fernando Santos (baixo)
Luciano Moraes (bateria)

Voltando ao álbum, que na verdade, funciona como um EP, são 6 musicas e uma capa bem simples. O som é bem gravado, a banda faz um death metal experimental, como eles mesmos definem. Mas no final de tudo, o que importa é que o som é bom.

01 - Last Human Hero (4:37)

Primeira musica, sempre causa um impacto positivo. E os caras escolheram bem como começar o álbum. Essa musica reúne bons elementos do som proposto pela banda. Riffs e batera rápidos com peso, e o vocal característico.

02 - Necropolis 2099 (5:08)

Boa musica, apresenta muitas variações no instrumental, entre partes mais cadenciadas e partes mais brutais. A batera é bem composta, pedal duplo bem trabalho.

03 - Fanatic Language Speach (1:35)

Essa a mais curta da gravação, que na verdade é uma “Intro”, tem algumas falas e alguns efeitos de estúdio.

04 - Famintos (3:53)

Essa é mais uma daquelas de tirar o fôlego, Riffs de guitarra e batera com blast, são marcantes. No meio, há uma pausa de quebrar o ritmo, que prepara o solo, que é mais cadenciado, também.

05 - Ignescncia (3:44)

Nessa musica a banda mostra o que é o experimentalismo, pois com afinação baixa, a banda mantém as características do death metal, mas alguns soam meio “prog”, ou pelo menos mais técnicos. O que mais me impressiona são os arranjos, entre guitar e batera. Os tempos são executados de maneira cirúrgica.

06 - Supernova (9:05)

A mais longa do álbum e também a mais impressionante, começa com uma gravação que me parece de Arnaldo Antunes e Marisa Monte, com o tema de “Supernova” e sem perder tempo, a desgraceira que a banda apresenta nesse álbum. Luciano Berna, abusa das viradas e pedal duplo, mas tudo bem calibrado, assim como as guitarras, e a alma do Deathning. Enfim, nota 10!

Nenhum comentário:

Postar um comentário