28 de set de 2014

“Tem sido uma ótima carreira”, diz ex-AC/DC em retrospectiva

Dave Evans, primeiro vocalista do AC/DC esteve em Curitiba, no dia 19 de setembro, para show na Millenium Disco Club. Na ocasião, ele cedeu entrevista aos estudantes de jornalismo da UFPR. Leia abaixo um trecho da reportagem ou clique aqui para conferir o conteúdo completo:

Hoje, aos 61 anos, Evans traz um histórico de idas e vindas com a música. Teve duas bandas depois de sair do AC/DC e chegou a dar um tempo nas atividades musicais para atuar durante os anos 90. Mas esse afastamento durou pouco tempo. De 2000 para cá, gravou cerca de seis álbuns e atualmente está em turnê pelo Brasil. Em entrevista ao Comunicação Online, Evans falou um pouco sobre a carreira e vivência com a música. Confira:

Jornal Comunicação: Quando você começou a cantar e qual foi o primeiro disco de rock que você comprou?

Dave Evans: Eu comecei a cantar quando eu era uma criança. Meu pai era e ainda é um grande tenor, então eu estava sempre por perto quando ele estava no palco se apresentando. Desde cedo eu comecei a cantar em concertos na escola e no ensino médio. Eu tenho cantado a minha vida inteira.

Comunicação: Qual foi o primeiro disco de rock que você comprou?

Evans: O primeiro disco de rock que eu comprei foi dos Beatles, eles mudaram o mundo. Eu mantenho meu cabelo comprido até hoje por causa deles.

Comunicação: Você pode contar como foi a experiência de tocar com o AC/DC, de começar a banda com eles?

Evans: Nós éramos todos muito jovens e tivemos algumas bandas antes daquela, mas o AC/DC foi uma experiência incrível. Eu gravei minhas primeiras faixas com eles, gravei meu primeiro videoclipe. Eu nunca tinha entrado em um estúdio antes na minha vida. E nós tivemos uma resposta muito positiva, inclusive fomos indicados a melhor banda do ano, tocamos no palco principal da Sydney Opera House. Foi uma experiência fantástica, mesmo que meu pai preferisse que eu tivesse escolhido ser tenor ao invés de vocalista de uma banda de rock.

Nenhum comentário:

Postar um comentário