30 de mai de 2010

Com dívida de R$ 75 mil, H18 encerra atividades

Os "canos" dado pela banda W.A.S.P. em Curitiba, não gerou frustrações e decepções apenas aos fãs. O problema agora vem sendo administrado pelos produtores do show na capital ṕaranaense, a Hangar 18 Produções. Com um prejuízo aproximado de R$ 75 mil, eles resolveram encerrar as atividades, pelo menos temporariamente. O site da produtora esta fora do ar e até o apartamento onde funcionava a empresa foi fechado e, logo após, alugado para uma família que tem que conviver eventualmente com as reclamações daqueles que compraram ingressos e ainda não viram a cor do dinheiro. 


De acordo com e-mail distribuído pelos donos da H18P, os valores dos ingressos não serão devolvidos na íntegra, pelo menos não neste momento. "Quando sair a causa devolvemos tudo com juros e correções. Estamos vendo alguma outra alternativa, pesquisando algum empréstimo para pagar ao menos uma pequena parte do valor dos ingressos a todos agora e o restante quando sair a ação. Mas nada concreto ainda", diz a mensagem.

Sem outra alternativa, eles agora ingressam com uma ação na justiça contra a banda, visando reaver parte do dinheiro perdido. "Temos várias provas necessárias de que a banda fez quebra de contrato. Analisamos o contrato (que na verdade não é um digno contrato, é mais uma série de exigências que o contratante tem, já o contratado não cita nada) e temos inúmeros argumentos a favor como testemunhas, fotos, filmagens, comprovantes de pagamentos, emails entre outras provas concretas de que a banda não tocou por má vontade", dizem.

Segundo a versão da produtora, todas as exigências da banda foram cumpridas para garantir que o show ocorresse da melhor forma possível. "O pessoal já chegou com má vontade em Curitiba, alegando em uma das críticas que o pezinho do bumbo estava com problemas. O cúmulo!! O telão estava lá, o projetor também. PA todo pronto. Depois que fizemos toda a correria para comprar a nova bateria (sendo que eles já haviam aceitado a primeira opção dias antes de virem ao Brasil), alegaram que não havia tempo suficiente para a banda se preparar. Precisavam de ao menos 4 horas para se prepararem para tocar. Isso é o cúmulo!!", disparam os produtores.  

Mais sobre o caso

Nenhum comentário:

Postar um comentário