23 de mar de 2010

Do início: velocidade e ousadia


Já que estamos no começo, tratemos do início. Por isso, escrevo sobre o primeiro LP de heavy metal de uma banda brasileira. Cantado em português, o disco Stress leva o mesmo nome da banda paraense. A qualidade do som não é lá essas coisas. Também pudera. Em 1982 eram poucos os recursos tecnológicos e os interesses das gravadoras menores ainda em lançar LP´s do estilo. Toda a produção é independente e custeada pela própria banda. Além disso, como não poderia deixa de ser, algumas letras de músicas foram censuradas pelo regime militar.
Apesar disso, as músicas são muito boas e não ficam devendo nada para os gringos que influenciavam a moçada, sobretudo na performance dos instrumentistas Paulo Gui (guitarra) e do baterista Andre Chamon.
Além da rapidez, presente em músicas como "Mate o réu" e "Sodoma e Gomorra", o disco Stress traz outros elementos bem marcados do heavy metal, que tendem até mesmo para uma variação mais trash. Letras retratando a morte, os aspectos sombrios do caráter humano e a rebeldia são mescladas às batidas marcantes repleta de variações de riffs, solos de guitarra e, em alguns momentos, como na música 2031, um certo progressivismo.

Músicos:
Roosevelt Bala (vocal e baixo)
Paulo Gui (guitarra)
Andre Chamon (bateria)

Músicas:
Sodoma e Gomorra
A chacina
2031
Oráculo do Judas
Stressencefalodrama
O Viciado
Mate o Réu
O lixo

Gravadora: (não consta)
Cidade: Rio de Janeiro
Data: agosto de 1982

Para saber mais: http://www.myspace.com/stressbrasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário