24 de mar de 2010

Na vanguarda, para variar

Se você procura algo diferente, aí vai uma boa dica. A banda sueca Diablo Swing Orchestra foge completamente à regra, no que diz respeito ao heavy metal. Misturando estilos, a banda passa pela ópera, jazz, folk, entre outros, utilizando-se de instrumentos incomuns como flauta, piano, trompete e violino, sem perder o peso.
As músicas são de grande riqueza e não há como ficar enfadado. Cada música é uma experiência diferente. Por esses e outros motivos, a D.S.O. é classificada como uma banda de Avant-Gard Metal (vanguarda do metal). A música "Balrog Boogie" e "Heroine", do CD "The Butcher´s Ballroom", são duas das melhores representações do trabalho.
No MySpace da banda, diz-se que os primórdios da banda datam do século XVI. O nome seria devido à utilização do Si bemol (nota do diabo), proíbida pela igreja católica, devido a sonoridade sombria. As variações nas execuções teria resultado na condenção de vários músicos da banda. Tempos depois o apelido passaria a vigorar como nome oficial, adotado pelos parentes dos antigos membros que herdaram o legado. Verdade ou não, o que importa é que o som é muito bom.

Integrantes:
Daniel Håkansson (guitarra e vocal)
Pontus Mantefors (guitars e teclados)
Annlouice Loegdlund (vocal)
Andy Johansson (baixo)
Johannes Bergion (cello)
Petter Karlsson (bateria)

Para ouvir e saber mais acesse http://www.myspace.com/diabloswingorchestra

Nenhum comentário:

Postar um comentário