11 de jul de 2011

Especial: 5 melhores da New Wave of British Heavy Metal

Quem acompanha o blog com uma frequencia um pouco maior já deve ter visto os dois primeiros especiais com os 5 melhores. Criada originalmente pelo colaborador Vito Cuneo, essa sessão visa elencar 5 bandas em uma categoria selecionada de algum gênero. Surgiu inicialmente em abril com os “5 melhores do Power Metal” as vésperas do show do Helloween com o Stratovarius e após a boa resposta foi seguida com a excelente "os 5 melhores do Thrash Metal”.

Após o Thrash Metal e o Power Metal porque não fazer algo em homenagem ao Heavy Metal Tradicional, gênero que influenciou diretamente ambos, bem como outros diversos subgêneros do Metal. No início minha idéia era a de realizar esse top 5 com o Heavy Metal mas pra facilitar um pouco na decisão e tornar a nota até um pouco mais atrativa, resolvi trabalhar com um movimento extremamente importante do gênero e do qual muitas dessas bandas fizeram parte: a New Wave of British Heavy Metal.

Sobre a NWOBHM: O movimento surgiu entre o final da década de 70 e início da década de 80. Na época o Punk Rock dominava o mercado musical não apenas na Inglaterra mas ao redor de todo mundo. Eis que, influenciados por nomes como Judas Priest, Motorhead, Black Sabbath, Uriah Heep, Thin Lizzy, dentre outros, começam a surgir no Reino Unido diversas bandas que mesclavam esse Heavy Metal setentista com elementos do Rock N' Roll, Hard Rock, Punk Rock, dentre outros gêneros (variava de uma banda à outra) agregando mais peso e variedade e dando um passo enorme para o Heavy Metal se tornando influência imediata a tudo aquilo que surgiria depois dentro do Metal. Bandas de Thrash Metal (tanto européias como estadunidenses), Power Metal, Doom Metal, Glam Rock e até mesmo muitas bandas de metal extremo citam bandas da NWOBHM como principais influências.

Tive de selecionar cinco bandas desse movimento. Escolha absurdamente difícil. Foram levados em conta vários fatores como popularidade, importância, qualidade, regularidade na discografia, influência, dentre outros. Chega a ser desagradável deixar de fora dessa lista nomes gloriosos como Tokyo Blade, Tygers of Pan Tang, Diamond Head, Girlschool, Tysondog, Witchfinder General, Tank, Angel Witch, Satan ou mesmo nomes mais desconhecidos, porém excelentes, como Samurai, Chateux ou A II Z mas, infelizmente, tive de selecionar apenas 5. Então vamos lá.

Boa Leitura.

5 - Grim Reaper

Qualquer um que conheça o mínimo possível de NWOBHM conhece, admira ou ao menos já ouviu falar dessa maravilhosa banda que tem como frontman um dos melhores vocalistas da história do Heavy Metal: Steve Grimmett. Apenas três discos lançados, mas três discos de importância e qualidade absurdas sendo quase impossível escolher um melhor entre esses três. Meu preferido, indo contra todos os que preferem o debut, é o disco que fecha a curta discografia do quarteto: "Rock you to Hell". Para quem não conhece, procure pois essa é sem dúvida uma banda obrigatória a toda pessoa que gosta de Heavy Metal. Principais álbuns:

See you in Hell (1983)

Fear No Evil (1985)

Rock You to Hell (1987)


4 – Def Leppard

A maior banda da NWOBHM. A que mais vendeu discos, emplacou em rádios e MTV. É fato que a mais de 20 anos a banda não lança um bom álbum e que em discos como “Slang” e “X” a banda soa como um Backstreet Boys com solos de guitarra. Mas é indiscutível a qualidade de seus primeiros trabalhos. O debut é um verdadeiro petardo da NWOBHM. Seu sucessor, “High N’ Dry” (para mim, não apenas o melhor da banda, mas o melhor disco de hard rock já lançado), é uma verdadeira obra prima recheada de riffs a lá AC/DC e Thin Lizzy, melodias marcantes, Joe Elliot cantando demais e músicas sensacionais como “Let it Go”, “Another Hit and Run” e a maravilhosa balada “Bring on a Heartbreak”. Em seguida veio “Pyromania”, primeiro estouro de vendas e outro clássico do Hard Rock e, após um acidente de carro envolvendo o baterista Rick Allen (que teve seu braço esquerdo amputado e teve de reaprender a tocar bateria em um dos maiores exemplos de superação na história do Rock) a banda lança seu maior sucesso de vendas, “Hysteria”, que apesar da pegada mais comercial não deixa de ser um clássico. Infelizmente após a morte do guitarrista Steve Clark a banda desandou em um caminho totalmente voltado para o pop. Principais álbuns:

On Through the Night (1980)

High N’ Dry (1981)

Pyromania (1983)

Hysteria (1987)

Adrenalize (1992)


3 – Iron Maiden

Impossível falar em NWOBHM e não citar a donzela. Uma das bandas mais influentes e que criou uma fórmula própria e um estilo único de tocar Heavy Metal. Seus dois primeiros discos, especialmente o fenomenal Killers, foram peça fundamental ao influenciar tudo o que estava surgindo nos EUA no início da década de 80. Após a saída do vocalista Paul Di Anno a banda chamou para o posto de frontman o então desconhecido Bruce “Bruce” vindo do Samsom (é assim que Bruce Dickinson era chamado em sua ex-banda) e o Maiden manteve a seqüencia de clássicos que se estendeu desde “The Number of the Beast” (que ainda mantinha a pegada mais agressiva da fase Paul Di Anno) até o “7th Son of A 7th Son” (já mais trabalhado) quando a NWOBHM já era algo distante. Muitos dizem que o Iron Maiden é bem sucedido hoje por conta do marketing envolvendo seu mascote, Eddie. Eu diria que pela influência que vai desde o Power Metal até o Metal Extremo e por se manter firme e forte ao longo dos anos é que a banda até hoje figura como uma das maiores bandas de Heavy Metal do planeta. Infelizmente depois do 7th Son e nos anos 90 a banda sofreu uma decadência com álbuns medianos como “No Prayer for the Dying”, “Fear of the Dark” e os discos da fase Blaze. Após um retorno espetacular de Bruce em “Brave New World”, a banda volta a lançar discos cansativos e que não empolgam. Uma pena. Principais álbuns:


Iron Maiden (1980)

Killers (1981)

The Number of the Beast (1982)

Piece of Mind (1983)

Powerslave (1984)

Somewhere in Time (1986)

Seventh Son of a Seventh Son (1988)


2 – Venom

A banda que criou um gênero inteiro. Quando se fala em metal extremo deve-se lembrar que tudo começou em 1981 quando Cronos, Abbadon e Mantas lançaram sua primeira obra prima intitulada “Welcome to Hell”. Seu sucessor, e talvez a sua obra máxima, “Black Metal”, é um dos maiores discos da história do Heavy Metal e, não apenas influenciou o Thrash, Speed, o Death Metal (dentre outros gêneros), como deu nome a um dos estilos mais importantes do Metal (o disco inclusive é citado no livro “1001 discos para se ouvir antes de morrer”). A banda ainda lançou o sensacional “At War With Satan”, os injustiçados “Possessed” e “Calm Before the Storms” antes da saída de Cronos. O ex-Atomkraft Tony “Demolition” Dolan assumiu seu posto e veio então uma série de discos que dividem opiniões. Cronos retornou em “Cast in Stone” e permanece até hoje como único membro da formação original lançando discos excelentes (apesar de muito criticados) como “Metal Black” e “Hell”. Venom é a prova de que não é necessário ser um músico virtuoso para inovar e ser importante para várias gerações. Principais álbuns:

Welcome to Hell (1981)

Black Metal (1982)

At War With Satan (1984)

Possessed (1985)

Ressurection (2000)

Hell (2008)


1 – Saxon

Saxon está no topo dessa lista e não é para menos. Da NWOBHM é a banda com a discografia mais regular, completa e com praticamente nenhum deslize. Formada inicialmente sob o nome de Son of A Bitch (tendo mudado posteriormente para Saxon) a banda foi apadrinhada logo de início pelo Motörhead como banda de abertura em uma tour, a convite de Lemmy e Cia., o que lhes deu suporte para crescer e lançar discos fantásticos. Suas duas obras máximas foram lançadas no mesmo ano em 1980: “Wheels of Steel” e “Strong Arm of the Law”. Após lançar seu disco mais vendido, “Crusader” (1984), a banda passou a focar no mercado americano e deixou seu som mais acessível. Muitos torceram o nariz mas essa fase possui coisas maravilhosas, dentre elas o ótimo “Innocence is no Excuse”. Após o retorno ao Heavy Metal com o clássico “Solid Ball of Rock” a banda nunca decepcionou e lançou apenas álbuns que são verdadeiras aulas de Heavy Metal. Alguns considerados clássicos por muitos. Ao todo são 19 álbuns de estúdio. A banda lança em média um disco a cada dois anos e, não apenas pelos clássicos lançados no passado, mas também por seus álbuns mais recentes, de qualidade indiscutível, é que ela lidera essa lista. Principais álbuns:

Wheels of Steel (1980)

Strong Arm of the Law (1980)

Denim and Leather (1981)

Power & The Glory (1983)

Crusader (1984)

Solid Ball of Rock (1991)

Unleash the Beast (1997)

Lionheart (2004)

6 comentários:

Vito Cuneo disse...

Mandou bem garoto!

T.N.T EXCURSÕES disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Guilherme Carvalho disse...

Interessados em anuncia aqui, favoe entrar em contato com arquivometalcwb@hotmail.com

Guilherme Carvalho disse...

ae felipe, muito bom o artigo, hein? mereceu o destaque. além do domínio do tema, soube cativar o leitor. aqui tem formação e informação...

Anônimo disse...

Apesar de não concordar na parte do Iron Maiden - para mim, o Killers tá longe de ser o melhor disco (ou um dos melhores) da banda. Mas é só opinião, nada de mais. haha E concordei com o Saxon, e citar o Unsleah The Beast mostra que tu entende da coisa: É um disco pouco comentadoaté mesmo entre os fãs da banda, mas é uma obra prima do Heavy Metal. Pesadíssimo. O que é Cut Out The Disease e a faixa-título? Demais@!

Felipe Leite disse...

é extremamente complicado citar um melhor álbum quando se trata de bandas que tem discos bem diferentes um do outro mas que mantém a qualidade como Iron Maiden, Sabbath ou Priest. Meu preferido dessa última por exemplo é o screaming for vengeance mas em conversas de boteco já ouvi fanáticos por British Stel, Stained Class, Painkiller ou até mesmo Turbo.

Realmente prefiro o Killers pela levada mais rápida e agressiva, mas Maiden tem uma discografia que sempre vai dividir opiniões. Ainda sim procurei não evidenciar nenhum como melhor disco.

Unleash the Beast é uma obra prima mesmo. Costumo brincar que ele é o Painkiller do Saxon hehe
Apesar de pouco comentado está entre os melhores discos da década de 90. Terminal Velocity, Circle of Light, Bloodletter.

No mais obrigado pelos elogios de todos.

estou preparando mais um pra série com o Rock Progressivo!

abraços!

Postar um comentário