24 de mar de 2014

Resenha: Olho Seco '35 Anos de Punk Rock' (Ambiental Bar 23/03/2014)


Após 2 anos, um dos maiores representantes da história do Punk Rock nacional retornou aos palcos do underground curitibano; desta vez num local desconhecido dos tradicionais - mas que se mostrou mais um boa opção para shows deste porte (me lembrou vagamente o carismático Espaço 92).

Tivemos um médio atraso no começo das apresentações, ainda não sei em virtude de quais fatos; mas o importante aqui é o que aconteceu. De início, a presença da banda Bomba no Porão (da cidade de Rio Negrinho - SC). Mesmo com o grande público ainda por chegar, fizeram uma apresentação correta, em músicas como 'Miséria' e 'Pequenas Igrejas, Grandes Negócios'; a influência de nomes clássicos como Garotos Podres e Replicantes.

Logo após, os Missionários tocaram seu Punk Rock com boa influência de Psychobilly fizeram também uma rápida apresentação; infelizmente, encontrei com diversos camaradas e e não consegui 'memorizar' o nome de algumas de suas cantigas, mas tanto eu quanto público apreciaram ao mesmo tempo que degustavam cervejas.

Na sequência, os veteranos do No Milk Today aumentaram a dose de peso e as primeiras rodas da noite se formaram. Com sua sonoridade Punk nos moldes clássicos, com muita influência Oi! / européia, executaram faixas do cultuado 'Devolvam meu Vinil' e do mais recente 'Tormento'; grandes momentos com 'Garota Junkie' e 'Mercenários' - showzaço!

Antes da lenda, a insanidade tomou conta com a S.O.S. Chaos e o E.P. 'Ratos Urbanos' despejado na cabeça do público. O nível de brutalidade das rodas aumentou ao som de 'Milícia Disfarçada', 'Movimento Sobrevive' a faixa-título e o novo single 'Para Isso Melhorar'. Essência Punk até os ossos!

Durante a transição e ajustes no equipamento, o vocalista da banda acima, Alexandre Ricardo, informou o público de que o vocalista da Olho Seco - Fábio; estava com sérios problemas de voz em função da recente maratona de shows e afinal, são mais de 30 de história e a 'carcaça' sente os efeitos do tempo - naturalmente.

Sem problemas; já que houve colaboram dos músicos da S.O.S. e do público ao berrar hinos do inconformismo contra a podridão que assola nosso país há décadas, tais como: 'Castidade', 'Eu Não Sei', 'Botas, Fuzis, Capacetes', 'Lutar, Matar' e o hino 'Olho Seco' transformaram o local num "salve-se quem puder". Momentos que certamente ficarão na memória de quem compareceu nesta noite histórica. Os novos músicos integrados à banda deram conta do recado com tranquilidade, deixando transparecer de que possivelmente teremos novo registro de estúdio em breve. Aguardar... isto é Olho Seco, Seco, Seco, Seco!

* Agradecimento / menção ao Estúdio TNT pela gentileza no credenciamento; mais uma vez!










































3 comentários:

Anônimo disse...

Pena que foi em buteco de boi

Anônimo disse...

Poderia ser muito melhor se fosse com bandas punk de verdade, mas curitiba não existe mais isso, e sim apenas bandar poser

Anônimo disse...

Olho seco é do caralho, mas poderia ter tocado sozinho pra ficar melhor, bandas de abertura muito fraca, são apenas projetos de Punk

Postar um comentário