11 de jul de 2011

Semana do “Dia Internacional do Rock” começa em alto estilo

Texto: Vito Cuneo. Fotografia: Jessica Casellas.

Já que o dia Internacional do Rock caiu no meio de semana, (pra quem não sabe é dia 13 de julho - quarta-feira) os curitibanos terão no mínimo 3 oportunidades de curtir as festas e eventos relacionados com o tema, que é o Rock n’Roll. O primeiro final de semana foi quente no Hangar Bar, organizado pelo Jeison Metal, Hangar Bar recebeu ótimas bandas e um ótimo público, muitos rockers, thrasher, headbangers e muitas garotas bonitas.

Por volta das 23h, pra animar o publico, CWBrock fizeram versões acústicas de Lynyrd Skynyrd e Elvis Presley. A dupla “Prancha” e Cleiton, fazendo voz e violão mandaram muito bem, tocaram também Metallica, de ultima hora. Como era apenas um aquecimento, pois a noite ainda estava começando, tocaram menos de 30 minutos, suficiente para começar em alto estilo.


Enquanto isso no palco principal, já estava rolando Last Supper, Black Sabbath cover que vem agitando essa cidade há tempos. A banda esta redondinha, não tem como não elogiar. Sim, pra quem acha que eu, “professor e pseudo jornalista” ou o Arquivo Metal CWB não apoiamos som cover, estão enganados. Destaque da banda foi na “Wicked World”, que pelo menos eu não havia presenciado ainda, e nas clássicas que todo mundo curte e paga pra ver, como “War Pigs”, “Iron Man”, “N.I.B.”, “Eletric Funeral” e “Paranoid”. Vocal Willi esta cada vez melhor e Emer como sempre detonando nas 4 cordas.

Sem perder tempo, pois ainda era meia noite, Epilepsya comanda os thrashers do Hangar, botando a galera pra bangear. Manero foi ver garotas com a camiseta da banda agitando. Os caras tocaram um setlist curto, mandaram as próprias, como a “Warrios” e Countdown, além das excelentes covers de Sepultura, Slayer e Motorhead, como a Refuse-Resist, Troops of Doom, Mandatory Suicide e Aces of Spades, respectivamente. Fecharam com Orgasmatron na versão do Sepultura, com a participação especial do “Prancha” guitarrista do Septic Brain.


Na sequência, The Nobs – Led Zeppelin cover, manteve a galera no ritmo. Fazia tempo que não via essa banda na cidade, inclusive estou desatualizado, pois o vocal não é o mesmo da formação original, o atual é ex-integrante do Relespublica, que numa rápida impressão mantém o alto estilo da banda. Tocaram as clássicas do Led como, “Communication Breakdown”, “Rock and Roll”.

Já era quase 3 horas da madruga e Silvermoon sobe ao palco, com muita produção e visual de uma grande banda de rock. Instrumentos todos bem regulados, teclados, guitarras, baixo, batera, tudo funcionando certinho. Nessas horas que temos que valorizar o técnico de som, e o responsável pela aparelhagem da noite foi o Neo. Regular uma banda é fácil, mas regular 6 bandas, tem que ser bom e saber o que faz. Mas também temos que destacar os caras da banda, pois mandam muito bem, o vocal Caco, quanto mais magro, melhor fica sua voz. Tocaram clássicos de “You Could Be Mine” do Guns n’Roses, “The Final Countdown” do Europe, “I Want Break Free” do Queen e “Its my Life” e “Livin' On A Prayer” ambas do Bon Jovi.

Pra fechar a noite, mantendo o bom nível, Tomarock Band outra banda sensacional da cidade. Já era quase 4 horas da madruga e o Hangar esta cheio para ver a banda, isso mostra que os caras estão bem na parada. Tocaram os clássicos do rock n’roll, como “Back in Black” do AC/DC e “Uns Drinks” das Velhas Virgens. Sem dúvidas, foram os destaque da noite, por dois motivos, primeiro pela sonzera que fazem e por manter o publico curtindo a noite, sem se preocupar como frio e com horário.

Pra fechar, o Arquivo Metal CWB parabeniza à todos amantes de rock de Curitiba por manter a cena da cidade unida. Quem faz essa cidade acontecer e seguir em frente é o público. E também ao Jeison pelo evento bem organizado, ainda me lembro que o evento de 2010, foi um dos primeiro do site, mostrando tudo de bom que ocorre na cidade mais rock n’roll do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário